A África Viva nasce do desejo de um mundo melhor por intermédio da arte e sabedoria africana para a formação de um Ser coletivo, um meio de existir no mundo, colocando todo o coração.

A África Viva busca viabilizar o desenvolvimento humano e a melhoria da qualidade de vida através da arte, da educação, da permacultura, da qualificação profissional e do trabalho humanitário, pesquisando, preservando e promovendo a cultura da Guiné e as heranças da diáspora africana no Brasil.

O Público de todas as idades em devido ao reconhecimento da família Konatê na música e dança, e no Brasil com todos os trabalhos de Biomúsica Sem Fronteiras.

Território

Estivemos em 7 países, mais de 50 cidades no Brasil e promovemos o intercâmbio cultural com a Guiné Conacri levando alunos e pesquisadores para uma viagem cultural. A Sede do Instituto África Viva na Guiné está sendo construída e será inaugurada em 2021.

Integramos o movimento Nova Era preservando e conectando a ancestralidade às necessidades atuais para o desenvolvimento humano individual e coletivo, utilizando a cultura e a arte como principais ferramentas para a transformação social em harmonia com a ecologia, a produção orgânica, o reuso de materiais. Promovemos processos coletivos de aprendizado e práticas na arte, música, dança, canto, culinária, artesanato e permacultura com base na sabedoria do Oeste Africano, multiplicando através de shows, vivências e oficinas desenvolvidas em 23 anos de experiência.

Trabalhamos com o conceito “Sem Fronteiras” atuando com os mais diversos públicos como deficientes físicos, sensoriais, população carente, escolas, universidades, artistas, músicos, bailarinos, africanistas, RH de empresas,dependentes químicos, refugiados, etc...

Fanta Konatê e Djembedon: Dança, Canto e Percussão Virtuosa da Guiné Conacri . Trabalho artístico da cantora, bailarina e percussionista Fanta Konatê, embaixadora cultural da Guiné no Brasil , que apresenta a Força da ancestralidade Africana em formato Afrofuturista nos Shows e Performances, assim como no seu programa "Fantástica".

Biomúsica sem Fronteiras: Atividade de Musicoterapia que promove o desenvolvimento humano , a integração social através de sons e movimentos com Metodologia própria, criada e desenvolvida há 21 anos no Brasil e comprovada na África e EUA nas ONGs Warchild, Enfants Refugiées du Monde e Médicos Sem Fronteiras.

Sementes e Saberes da África Viva: Multiplicação dos Conhecimentos através de Palestras, Vivências, Oficinas e Cursos sobre a cultura do Oeste Africano, dança, ´percussão, culinária, construção de instrumentos, turbantes, pintura em tecido, capacitação de professores na lei 10.639, jantares africanos, mostra de vídeos, exposição de arte, etc...

Afrofloresta: Mutirões Musicais ao som dos tambores e ritmos da Guiné, preservados há 800 anos Permacultura, Biodinâmica e Bioconstrução em Vivências de Plantio, Manejo, Poda, Roçado, Colheita, Limpeza, etc…

Luthieria Numu: Fabricação de Instrumentos - Confecção de Tambores no Torno com aproveitamento de madeiras de descarte. Montagem tradicional de diversos tipos de instrumento da África Oeste. Djembê, Dunumbá, Sangban, Kenkeni, Kenken, Tandani, Ntama, Tabala,

Domunufên: Bebidas e Alimentos Tradicionais da África Oeste: Produção e Venda de Djindjan (bebida à base de gengibre), Bissab (bebida à base de hibisco), realização de jantares africanos com pratos diversos da Guiné, Costa do Marfim, Senegal.

Konatê Mussô: Roupas, Adereços e Acessórios de moda africana e criações com tingimentos, pinturas, patchwork, e tear

Canal África Viva: Comunicação que apresenta todos os trabalhos da África Viva nas redes sociais.

veja abaixo algumas FOTOS DO PROJETO