O Programa de Educação no Instituto Nova Era contribui para potencializar seu papel catalisador de mudanças, ao promover a troca de saberes e experiências, estimular, fortalecer e conectar projetos e iniciativas afins, e gerar oportunidades de aprendizagem social transformadora.

Os tempos atuais demandam reflexões e ações para mudanças. Somos desafiados a lidar com problemas complexos que indicam o caráter planetário de uma crise, em suas várias facetas: crise ambiental, mudanças climáticas, desigualdade social, crises econômicas, pandemias, perda crescente da diversidade biológica e cultural etc.  Este cenário impõe a necessidade de uma transição rápida para o bem-viver, a sustentabilidade e justiça social, e, mais ainda, para o desenvolvimento de culturas regenerativas.

As crises têm origem no modo como interpretamos a realidade, no pensamento de separação e fragmentação, que tem em seu núcleo a oposição entre ser humano e natureza. Para efetivar a transição necessária, é preciso desenvolver uma inteligência ecológica, um pensamento sistêmico, uma visão de mundo que reconsidere a dimensão da interdependência. Precisamos (re)aprender a nos reconhecermos e atuarmos como natureza. 

Para isso, o papel da educação sustentável, regenerativa ou transformadora é fundamental. A educação pode promover mudanças profundas em nossos sistemas de crenças, conhecimentos e práticas, com base na alfabetização ecológica, na pedagogia da Terra, na inspiração proveniente das sabedorias ancestrais e da reconexão com a natureza dentro e fora de cada um de nós, no cultivo da empatia e da cultura de paz.  A educação regenerativa promove o aprendizado para um outro mundo possível, integrando a sabedoria dos povos tradicionais e a ciência holística, a filosofia e as artes, em uma abordagem transdisciplinar e decolonial.