Surgiu em março de 2018. Localizado na periferia de Osasco, inserido na Ecovila Astral, o viveiro escola trabalha na recuperação de áreas degradadas com a missão de devolver a flora local gerando possibilidade do retorno da fauna se reinstalar e junto realizando a produção de alimentos livres de agrotóxicos, tendo como norte o Sistema agroflorestal e as práticas da agricultura sintrópica.

Esse trabalho é feito de modo sustentável, no Viveiro é produzido adubo orgânico através de compostagem de restos de feiras que iriam para o lixo, se produz todas as mudas que são utilizadas no plantio de hortas, canteiros e agroflorestas, desde hortaliças até árvores nativas.

Hoje temos como foco produtivo as plantas medicinais. O viveiro possui um acervo com mais de 60 matrizes que são utilizadas para colheita de sementes e estacas utilizadas na produção de mudas. As plantas medicinais são cultivadas em larga escala no sitio para a produção de chás, óleos essenciais, hidrolatos e fitocosméticos. Contamos com um laboratório de beneficiamento e secagem de ervas, onde são realizadas todas essas atividades.

O intuito de produzir medicinais é incentivar o cultivo desse tipo plantas, para que cada ser humano tenha a oportunidade e autonomia de se auto cuidar. “O individuo que cultiva seu próprio cha torna-se mais ativo no seu processo de cura e isso aumenta sua consciência ecológica”.

Nossos produtos medicinais são 100% natural, orgânico, agroflorestais, pensados para garantir a saúde e o bem estar e principalmente estar em equilíbrio com a natureza. O trabalho realizado nessa linha de agroecologia beneficia o meio ambiente , transformando  ambientes inóspidos, solos pobres de nutrientes e sem vida em verdadeiros ecossistemas. No inicio do sistema geramos oportunidades para o desenvolvimento de toda microfauna: fungo, micróbios, insetos, artópodes e com o passar do tempo com o desenvolvimento das plantas toda avifauna e fauna vão se reinstalando no local. Hoje em dia já encontramos animais que não eram vistos naquela região.

Também temos a preocupação em cultivar espécies de plantas melíferas dando oportunidade para as abelhas existirem em segurança, além dos nossos canteiros serem verdadeiros pastos para as abelhas circularem livres, instalamos um meliponário, onde todo um sistema agroflorestal com ervas e flores foi criado para elas.

Atividades Realizadas no Viveiro Escola-Sitião Agroflorestal

- Objetivo Específico: Preservação Florestal e Recuperação de áreas degradadas para contribuir com a Resiliência de Planeta e saúde do corpo.

- Objetivos Gerais: Trabalho desenvolvido em uma das ultimas áreas de floresta da região da grande São Paulo, dentro da Ecovila Astral, em Osasco-SP,  de preservação e conservação da natureza via sistemas agroflorestais e agricultura sintrópica. Trabalhando a regeneração de áreas descampadas, buscando seu reflorestamento a partir de princípios comunitários e de produção de mudas de diferentes plantas.

Dentre as principais atividades se destaca o trabalho com as Plantas e ervas Medicinais

- Produção de Mudas e Sementes: Como um dos carros chefes do Viveiro, a produção de mudas e sementes acontece na Estufa Ipê Amarelo e na Estufa Aroeira Mansa e  visa o abastecimento dos SAFs, das nossas hortas espalhadas pela ecovila e a comercialização.

A produção de mudas ocorre a partir do plantio de sementes, estacas, brotamento e estolhos. Nessas estufas também é onde acontecem os transplantes das mudas, da sementeira para saquinhos pequenos, para sacos grandes ou vasos.

Nesta primeira etapa as mudas são mantidas até atingirem tamanho e maturidade ideal para serem transferidas para rustificação ou locais de plantio e distribuição.

Hoje o Viveiro também é produtor de Sementes orgânicas, colhidas, tratadas, armazenadas e plantadas, visando uma produção sustentável.

- Áreas de SAFs: Para recuperar áreas degradadas, com solo inerte, entulhos e muito lixo, instauramos sistemas agroflorestais para o reflorestamento dessas áreas, tendo em vista um aproveitamento máximo, reflorestando, produzindo alimentos, matrizeiros de sementes e estacas , ervas medicinais, criando um sistema sintrópico, onde a regeneração da flora esta cada vez mais ajudando na restauração da fauna.

Temos três áreas grandes de SAFs, onde diariamente são feitas manutenções e manejos, respeitando a extratificação e consórcios das diferentes mudas que são inseridas nesse tipo de plantio.

- Matrizeiros: Hoje o Viveiro possui espalhadas pelo sítião muitas matrizes, trazendo uma biodiversidade muito rica para nossos estudos e produções, garantindo uma boa variabilidade genética. Estes matrizeiros nos fornecem diariamente uma boa quantidade de sementes e estacas suprindo a produção de mudas de maneira sustentável, de modo que todas as nossas hortas, canteiros e SAFs são plantados e enriquecidos com estas mudas.

O Viveiro Escola também realiza o cadastramento de matrizes de árvores nativas, em diversas áreas dentro e fora do Sitião para acompanhamento e coleta anual de sementes.

Todas as matrizes medicinais estão sendo catalogadas em um projeto chamado Acervo Verde, para que cada espécie cadastrada seja preservada e estudada, para que este acervo possua informações gerais sobre a planta desde o cultivo, colheita, beneficiamento, utilização e estratificação na agrofloresta, e crie um documento de estudo disponível a população interessada.

- Composteira: Consiste em fazer nosso próprio húmus de minhoca a partir de três materiais que temos facilidade de conseguir, material vegetal seco, matéria orgânica (resto de frutas e legumes, não cozidos) e esterco de galinha.  O material seco pegamos da própria manutenção dos jardins, o esterco conseguimos com colaboradores da ecovila, e o material orgânico pegamos nos finais das feiras da região e na coleta seletiva que alguns moradores da comunidade, incentivados pelo projeto estão fazendo. A proporção é de duas camadas de matéria orgânica para uma de esterco sempre intercaladas por uma de material vegetal seco. Depois da montagem das camadas, a composteira entra em processo de decomposição elevando muito a temperatura do composto. O controle dessa temperatura é feito através de medição, de modo que nunca ultrapasse 65 graus. Para baixar essa temperatura é feita a mistura das camadas e a irrigação com intuito de estabilizar a temperatura em 25 graus, condições ideais para a entrada das minhocas que irão finalizar o processo.

Completados 4 meses a composteira se encontra em fase final, com o húmus já praticamente pronto, fornecendo aos nossos plantios um composto de ótima qualidade rico em muitos nutrientes.

- Laboratório Verde: Espaço multidisciplinar onde através do beneficiamento, manejo e manipulação a matéria-prima é transformada em produto. O maior foco do Viveiro Escola é o cultivo e a produção de plantas medicinais, e através disso veio a vontade de transformar essas plantas em produtos para beneficiar a saúde e o cuidado com o planeta. Trabalhamos com a linha de “slow cosmética”, que visa a produção artesanal baseada em metodologias simples, sem muitos processos. Secagem de ervas, extração de óleos essenciais e hidrolatos, produção de extratos vegetais (tinturas), produção de fitocosméticos e fitoterápicos, além de Centro de Capacitação, são algumas das atividades realizadas no Laboratório.

A Bioconstrução dentro do projeto Viveiro Escola Sitião Agroflorestal, vem para apoiar e complementar uma ideologia do projeto voltada para a prática de atitudes ecológicas atendendo uma necessidade no tocante a obras de arte de construção civil de baixo impacto ambiental para a unidade, visando na elaboração dos projetos desenvolvidos usar materiais disponível nos seus arredores como ; madeiras , bambus, terras, entre outros e sempre atendendo as normas de segurança exigidas pela construção civil e praticando também a captação de águas de chuvas dos telhados das construções e o reuso dessas águas e a reutilização de sobras dos materiais das obras buscando praticar os conceitos ecológicos de reutilizar, reduzir e reciclar.

Como experiência na unidade foi construído um laboratório para beneficiamento de sementes, produção de óleos essenciais entre outros produtos que serão desenvolvidos na unidade usou-se na construção uma técnica conhecida como Hiperadobe que utiliza terra ensacada, empilhada e pilada, aonde a terra do próprio local foi usada para a construção das paredes, produção dos blocos de vedação junto com fibras vegetais, nos rebocos e na pintura também foi utilizada a técnica de tinta de terra sem aditivos químicos, todo o descarte de água é tratado em um filtro biodigestor alimentando um ciclo de plantas e também toda a água descartada durante a destilação de óleos essências fica armazenada em uma cisterna para reutilização juntamente com as águas das chuvas captadas pelo telhado e o jardim ao redor da construção também foi usado para cultivo de plantas medicinais que serão usadas na produção de produtos no laboratório.

- Educação Ambiental: O Viveiro Escola promove a educação ambiental de maneira geral através de cursos, visitas monitoradas e consultoria loca, tendo como publico alvo todas as gerações, adaptando o conteúdo de acordo com a faixa etária.

 O Viveiro Escola tambem trabalha, de forma mais específica, na formação e capacitação de jovens oriundos da doutrina do santo daime e da região de Osasco em viverismo, agrofloresta, produção de mudas, entre outras atividades, dando oportunidade para eles trabalharem no Viveiro, e também que ao sair daqui  saiam capacitados para o mercado de trabalho. É uma preocupação também o fortalecimento desses jovens na educação formal, por isso são disponibilizados as ferramentas para se concluir os estudos.

O objetivo é a formação de multiplicadores que terão a capacidade de retornar ao seu local de origem e colocarem a captação que receberam e ensinar.

veja abaixo algumas FOTOS DO PROJETO

Conheça nossos outros projetos